Remar é uma arte, remar o single skiff é uma arte para poucos. No início da década de 80, em Florianópolis havia um destes privilegiados. Remava muito. Uma de suas características físicas era sua enorme boca!!! Acontece que entrevistas são coisas para jornalistas, não é o forte dos remadores. Numa regata interestadual em 1981, este singlista venceu a prova de skiff, ao chegar em terra para receber a medalha, foi interceptado por um repórter. Perguntas daqui e dali sobre seu resultado, ele resumiu encerrando a conversa:

“- O páreo ficou difícil, mas eu ganhei fácil”.

Cesar Seara Neto

Publicado em 09/05/2020

Categorias: Crônicas

0 comentário

Deixe uma resposta

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BRPortuguese