Por Cesar Seara Neto

O que esta frase que minha avó materna tanto falava, tem a ver com a alegria que a foto ilustra? Vamos em frente.

Tomás Garcia Levy, atleta do Corinthians de São Paulo participou da seletiva para o Campeonato Mundial Sub23 a ser realizado em Racice na República Tcheca em julho/2021. Conseguiu atingir 94,80% do índice estabelecido.

A Confederação Brasileiro de Remo – CBR emitiu um Boletim Técnico esclarecendo que as guarnições que “não fazem parte do programa de desenvolvimento”, mas atingiram o índice, “receberão suporte na organização da sua participação no evento e serão responsáveis por suas respectivas despesas de viagem.”

Tomás como bom remador, não desistiu de seu sonho e partiu em busca de apoio. Foi criada uma “vakinha” e ontem, 22/06/2021, após um dia de mobilização NACIONAL, a meta foi atingida, e neste momento (10:05 – 23/06/2021) já ultrapassou mais de 2 mil reais.

O que podemos observar deste evento histórico:

  1. Tomás já é um vencedor, independente do resultado na Regata
  2. #Juntossomosmaisfortes
  3. Nunca desista dos seus sonhos
  4. O Projeto Remo 4 DEVE ser mantido

Mas e o banquete?

A CBR deve repensar seus critérios para qualificação de atletas em competições internacionais, pois o índice obtido pelo Tom, foi praticamente atendido, o que equivale a dizer que ele tem condições de disputar o campeonato e quem sabe trazer mais uma medalha para o país.

Como a CBR pode fazer isto? Difícil responder, mas podemos afirmar que a nação está orgulhosa, feliz e repleta de esperanças na torcida, ainda que virtual.

Fica aqui o convite ao Tom e seu técnico Mello, para um bate papo, preferencialmente após a Regata, para dividir conosco suas experiências, nos contar como esta campanha que contou com o apoio até de André Abujamra foi este sucesso.

Categorias: Crônicas

0 comentário

Deixe uma resposta

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BRPortuguese